A Revolta de Stonewall

Revolta de Stonewall por André Kummer
Fachada do Bar Stonewall em Nova York

Na noite de 27 para 28 de junho de 1969, em Nova York, várias pessoas cansadas das batidas policiais nos bares, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais rebelaram-se enfrentando abertamente as forças policiais que constantemente os perseguiam, extorquiam e prendiam. A homossexualidade ainda era considerada crime e doença. Eram negados vários direitos civis aos LGBT’s e havia muita discriminação. 

Foi o final de semana que morreu Judy Garland, a Dorothy do Filme "O Mágico de Oz". Ela era muito querida pela comunidade e de repente algumas Drag Queens reagiram contra policiais que tentavam prende-las sem motivo e foram apoiadas por gays, lésbicas e travestis.

O episódio ficou conhecido como a Revolta de Stonewall, pois era esse o nome do bar que foi invadido pela polícia americana, e que ficava no bairro de Greenwich Village, um lugar lindo. Foram 3 dias de confronto entre LGBT’s e a polícia,  com centenas de pessoas envolvidas.

Depois da revolta, os LGBT’s se organizaram, a data ficou marcada como o DIA DO ORGULHO e após um ano, fizeram a primeira Parada do Orgulho LGBT, na qual resolveram mostrar que estavam dispostos a mudar as coisas. 

Após as manifestações uma série de direitos foram conquistados e inspiraram os LGBT’s no mundo todo, encorajando-os a saírem dos guetos e armários e mostrar que não tinham vergonha de serem o que são.

O Dia do Orgulho LGBT não foi uma data oferecida pelo governo ou por qualquer instituição. 
Foi um marco e um BASTA! Foi o início do movimento LGBT, marcado por muita rebeldia, luta e de liberdade. Revisitar essa história nos mostra que nossos direitos foram conquistados com muita luta.

Em cada 28 de junho e em cada dia do ano, vamos resgatar o espírito de coragem, independência e rebeldia de Stonewall e exigir mudanças concretas, junto com outras minorias, para todos nós. 

Estátuas de George Segal
O Bar Stonewall continua lá. Ganhou uma praça em frente com duas estátuas , feitas pelo artista George Segal, de casais do mesmo sexo, marcando o início do movimento gay moderno.

28 de junho: Dia Internacional do Orgulho LGBT