Inveja

Que tipo de pessoa sente inveja quando um amigo tem sucesso?   Uma normal, de acordo com a pesquisa. Andre Kummer
"Se você não tem nada de bom para dizer sobre ninguém, venha sentar perto de mim." –Alice Roosevelt Longworth

Quase todo mundo conhece o sentimento: um amigo ou colega foi promovido, teve algum sucesso, agora tem uma casa maior, ou está ganhando mais dinheiro, e ao invés de se sentir feliz por eles, você está deprimido e irritado. Parte de você realmente acha isso injusto e gostaria de vê-los falhar.

Você se sente constrangido com seus sentimentos invejosos? Você não pode admitir isso para os outros mas precisa olhar para si mesmo.
Todos ouvimos que não devemos nos sentir assim. Mesmo assim você tem INVEJA , e isso corrói você.

Sua mente invejosa pensa assim:

Eles não merecem isso.
Eles acham que são superiores a mim.
Eles são superiores a mim.
Eu não suporto estar perto deles.
Eu espero que eles falhem.

Então você tem esse tipo de pensamento sobre si mesmo:

Isso mostra o quão inferior eu sou...
E eu continuo aqui nessa...
As pessoas vão olhar para mim como se eu fosse um perdedor...
Eu poderia ter feito isso...

Daí você entra em crise e pensa: “Que tipo de pessoa eu sou que não quero que outra pessoa tenha sucesso?” 

Você é uma pessoa normal , porque a inveja está em toda parte. As crianças que brincam em um jogo às vezes se sentem melhor se elas e um amigo perdem mais do que se o outro garoto vence, e os adultos podem sentir o mesmo. Muitas vezes temos dificuldade em não ser o vencedor. 

Quando somos invejosos e pensamos no mundo como um jogo de resta zero, se o outro ganhar, eu perco, as recompensas vão ser escassas mesmo.

Que tipo de inveja você sente?

1. inveja depressiva ("Eu me sinto como um perdedor em relação a ela").

Quando alguém que você conhece é melhor que você, muitas vezes parece que você é um perdedor, um fracassado ou um inferior. Você acha que o sucesso deles reflete seu fracasso. Essa é a forma autodestruidora da inveja.

2. Inveja hostil ("Eu acho que ele manipulou a coisa toda").

Você gosta de ouvir falar de pessoas bem-sucedidas se divorciando, sendo presas ou até mesmo sofrendo acidentes? Se a outra pessoa falhar, depois de ter sucesso, nos sentimos melhor sabendo que ambos "perdemos". Essa é a forma maligna da inveja.

3. Inveja benigna ("Isso é impressionante").

Este é um tipo neutro de inveja. Você observa o que a outra pessoa conseguiu,  admira e dá crédito pelo que ela fez. A inveja benigna nos leva a prestar atenção ao que a outra pessoa está fazendo, porque pensamos que podemos aprender alguma coisa.

Quem nós invejamos?

Temos a tendência de invejar as pessoas com quem nos comparamos. Seu grupo de comparação social é o grupo pelo qual você se avalia, então você pode invejar um colega, um irmão ou um colega.

Invejamos conquistas que pensamos serem possibilidades para nós, mas não nos sentimos confiantes em alcançá-las. Por exemplo, você pode não invejar alguém que ganha o Prêmio Nobel, porque eles estão fora de sua comparação, mas você inveja um colega que tem mais sucesso no seu trabalho. 
A inveja nociva ocorre quando pensamos que a vantagem não é merecida, essa inveja frequentemente traz consigo o sentimento de injustiça.

Como a inveja nos afeta?

Então: a inveja muitas vezes nos leva a ficar deprimidos, ansiosos e zangados. Nós ruminamos sobre o que aconteceu. Pensamentos típicos em nossa ruminação são: 

“Eu não posso acreditar que eles foram promovidos” 
"Como isso pôde acontecer?"
"Eu não consigo tirar minha mente disso"

Nós nos debruçamos sobre a injustiça ou nosso senso de futilidade. Evitamos ver a outra pessoa, porque nos lembra que estamos ficando para trás. Nós reclamamos com outras pessoas sobre isso, talvez enchendo o saco delas com queixas constantes ou, em alguns casos, formando alianças com outras pessoas que são igualmente invejosas. 
Também podemos até desistir completamente de competir, porque pensamos que isso vai nos lembrar constantemente de nossa sensação de fracasso ou de nossa crença de que não podemos suportar a injustiça.

Como posso desafiar meus pensamentos invejosos?

Só porque você tem pensamentos negativos não significa que você tem que acreditar neles. Se você fica muito deprimido ou irritado com a inveja, deve considerar a terapia. A vantagem da terapia é a de criar formas de pensar mais úteis, mais adaptativas e mais realistas.