Não vale o sacrifício

Não vale o sacrifício por André Kummer
Imagem do Google

Alguns amores não valem a pena o sacrifício.

Uma das características de quem ama alguém é se tornar capaz de pensar além de si mesmo e de suas próprias necessidades para ajudar a cuidar de outra pessoa e de suas necessidades.
Mas a pergunta que não é feita com frequência é exatamente o que você está sacrificando? Vale a pena?
Nos relacionamentos amorosos, é normal que as duas pessoas ocasionalmente sacrifiquem seus próprios desejos, suas próprias necessidades e seu próprio tempo um pelo outro.
Eu diria que isso é normal e saudável e é a parte que torna um relacionamento tão bom. Ele deve nos tornar pessoas melhores, mais bondosas e compassivas.
Mas quando se trata de sacrificar o autorespeito, a dignidade, o corpo físico, as ambições e o seu propósito de vida, apenas para estar com alguém, então esse mesmo amor torna-se problemático.
Um relacionamento amoroso deve complementar nossa identidade individual, não danificá-la ou substituí-la.
Se nos encontramos em uma situação em que temos que suportar um comportamento desrespeitoso e abusivo, estamos permitindo que nosso amor nos consuma e nos negue.
Se não tomarmos cuidado, isso nos deixará como uma casca da pessoa que um dia fomos.