Como descobrir o seu propósito, se é que ele existe

Como descobrir o seu propósito, se é que ele existe por André Kummer


Todo mundo tem um chamado. Cada um de nós foi enviado para cá por algum motivo particular. 

Mas como encontrar esse motivo? Como encontrar o Propósito? 

Eu passei um bom tempo buscando o sentido da minha vida, e continuo a fazer isso. Estas são algumas perguntas que eu me fiz:

• Quais são os meus talentos especiais?

• Como posso fazer com que os meus pontos fortes ajudem os outros?

• Que presentes/talentos únicos possuo e que posso levar para meus relacionamentos, meu local de trabalho e o mundo?

Ao fazer a nós mesmos esse tipo de pergunta, começamos o processo de autoconhecimento, que nem sempre são fadas e arco-íris. 

Às vezes suprimimos nossos dons naturais, porque temos uma crença de que eles são de alguma forma errados. Às vezes, na maioria das vezes, a coisa que temos mais com medo de fazer é a coisa que realmente viemos aqui fazer.

Durante anos, eu escondi o meu desejo de ser quem eu sou hoje. Mas agora eu percebo que é delirante qualquer ser humano pensar em si mesmo como nada menos do que um salvador do mundo. Ao menos do seu próprio mundo. 

Só um louco iria olhar para um mundo, cheio de pessoas que sofrem e sacudir a cabeça perguntando: "Por que alguém não faz algo sobre isso?"

Aqueles de nós que começaram a cultivar um profundo nível de sanidade sobre os caminhos do mundo já perceberam que nós somos esses alguéns há muito esperado. Temos consciência de que a responsabilidade de curar nosso canto do universo está em nossas mãos. 

Marianne Williamson, escreveu: "Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados. Nosso medo mais profundo é que somos poderosos além da medida. É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta."

Nós nos perguntamos: 'Quem sou eu para ser brilhante, lindo, talentoso, fabuloso?' Na verdade, quem é você para não ser? Você é único. Seu papel pequeno não serve ao mundo. Não há iluminação em se encolher para que outras pessoas não se sintam inseguros com a sua luz. 

Somos todos feitos para brilhar, como as crianças que brilham e se divertem espontaneamente. Nascemos para manifestar o que está dentro de nós, não apenas em alguns de nós; está em todos nós. 

Conforme deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo. E conforme nos libertamos do nosso medo, nossa presença automaticamente liberta os outros.

Na verdade eu penso que não importa saber definir especificamente o seu propósito. É claro isso vai acontecer um dia, enquanto desenvolvemos clareza sobre nós mesmos. Mas para esse dia chegar primeiro é preciso aceitar a si mesmo. Aceitar o que tem de bom em si.

Isso não quer dizer que você vai ganhar um nobel da paz ou muitas fotos em jornais e revistas e ter sucesso. Não é nada sobre esses padrões que temos na cabeça sobre "sucesso". É apenas sobre ser você mesmo.

Então continue perguntando:

• O que eu faço de bom naturalmente?

• O que eu gosto de fazer?

• O que eu gosto em mim?

• O que faço e que sou cumprimentado pelos outros?

• Quais as qualidades que eu tenho? 

• Onde é que eu experimentei sobre luta, desafios e cura, e como eu posso usar o que eu sei para ajudar os outros?

• Quem é que eu admiro e por quê? (O que nós admiramos nos outros é o que ainda temos para expressar em nós mesmos.)

• Quais são os meus sonhos para a vida? (Que ambições você deixou de lado quando era mais jovem, porque você não achava que poderia ganhar dinheiro? Não julgue seus sonhos. Eles podem conter pistas para o seu destino.)

• Que tipo de vida que você quer viver? (Tente ser específico, além de coisas como casa, casamento e dinheiro. Como você vê a si mesmo sentindo? O que você imagina-se criando? Que temas você se encontra pensando mais frequentemente?

• De que forma você está emocionalmente, espiritualmente, intelectualmente, e / ou fisicamente equipado para fazer a diferença na vida das pessoas?


Esta última pergunta: "De que forma você está emocionalmente, espiritualmente, intelectualmente, e / ou fisicamente equipado fazer a diferença na vida das pessoas?" é a mais importante. Tire um tempo para pensar seriamente na sua resposta.

Nós tendemos a nos perguntar imediatamente: "Mas eu posso ganhar a vida fazendo isso?" Não acho que isso é importante. O que importa é descobrir onde e com o que somos capazes de cultivar um sentido de paz e de amor, alegria e beleza em seu próprio mundo.

Você não tem que sair do seu trabalho e tornar-se alguém especial. Mas você tem que saber que ao acende a luz dentro de você poderá iluminar o seu canto do universo.

Seja humilde o suficiente para saber que você está sendo guiado por um poder superior a si mesmo, e que este poder tem um sonho para sua vida que é maior do que qualquer sonho que você poderia sonhar para si mesmo.

Boa sorte. Conte comigo.