Coaching e psicologia: como uma área complementa a outra?

Coaching e psicologia: como uma área complementa a outra em Andre Kummer

Todos as pessoas possuem necessidades e, eventualmente, precisam de um suporte para lidar com os obstáculos naturais da vida.

Para cada fase da vida e para cada situação, há um processo recomendado.

A psicologia é uma ciência que ganhou projeção no final do século XIX, mas só foi considerada clínica pela primeira vez no início do século XX. O conceito e aplicação foi se desenvolvendo com o passar do tempo e hoje é uma abordagem amplamente difundida.

Na psicologia, há uma área chamada de psicoterapia, que muitas vezes gera essa confusão entre psicologia e coaching. A psicoterapia auxilia o indivíduo a se conhecer melhor, resolver os conflitos internos, fazer uma análise comportamental e crescer frente às situações difíceis. 

Nessa abordagem, trata-se o passado da pessoa a fim de melhorar a situação atual.

Por esse motivo, a psicoterapia permite que se investigue a fundo certos problemas ou sintomas que afetam a pessoa ao longo de um período de tempo. A raiz desses problemas pode estar na infância ou na juventude do indivíduo, por exemplo.

O coaching tem sua origem no ano de 1850, quando o termo passou a ser atribuído aos professores de universidades com o significado de “tutor”, que era responsável por ajudar os estudantes na preparação para os testes e exames. 

Por volta de 1950, o termo coach começou a ser utilizado para se referir à habilidade de gerenciamento de pessoas, momento em que surgiram as primeiras técnicas de desenvolvimento pessoal, valorizando-se as competências individuais e as relacionando a um processo de melhoria e evolução contínua.

Atualmente, inúmeras organizações estão investindo em coaching para, com isso, desenvolver e qualificar os seus funcionários para que sejam alcançados resultados cada dia mais satisfatórios.

No entanto, é preciso destacar que o Coaching não possui um caráter clínico, nem é indicado para trabalhar transtornos psicológicos ou psiquiátricos. 

Todas as técnicas, métodos, ferramentas e conceitos são direcionados para o presente e futuro, com o objetivo de solucionar problemas e tornar a vida sistêmica, em todas as áreas.

Além disso, o coach não realiza diagnósticos, mas dá o apoio para que a pessoa  encontre seus objetivos, descubra a solução de seus questionamentos, visualize novas possibilidades profissionais e pessoais e tenha uma vida mais plena e alegre.

Não há uma abordagem que seja melhor que a outra, pois as duas se complementam.

Essas duas áreas são valiosas, mas como possuem objetivos distintos, devem ser utilizadas conforme a necessidade pessoal de cada um.

Se você está em busca de um processo de coaching por um período de tempo, eu especificamente atendo apenas por 3 meses, para trabalhar todas as áreas da sua vida ao mesmo tempo ou uma área específica, você pode escrever para contato@andrekummer.com.br.