Por que metas de final de ano não funcionam?

Por que metas de final de ano não funcionam por André Kummer

Mudanças acontecem um pouco a cada dia e não necessariamente se concentram em uma única data. Na verdade eu não acredito em MUDANÇAS, acredito que nós amadurecemos, tomamos consciência dos nossos defeitos e qualidades e gerenciamos isso da melhor forma possível.

No livro Cartas do Inferno, o escritor C.S.Lewis conta a história de um demônio mais velho que ensina a um demônio mais jovem e inexperiente como ganhar uma alma. Ele diz que a melhor forma é encher a pessoa de boas intenções.

Incutir na pessoa a idéia de que ela vai começar a dieta, parar de fumar, ir na academia, fazer as pazes com os desafetos, começar pilates e qualquer outra coisa que já sabe que é bom para ela. Então é preciso apenas destruir um dos planos, e todo o resto cai como um dominó.

É mais ou menos o que acontece com metas de ano novo. Tem um monte delas em 1º de janeiro, mas nenhuma em 31 de dezembro.

Então por onde começar?

Experimente investigar o novo ou o desconhecido. Se sua vida apresenta pouco deste elemento comece com o que tem.

Investigar a nós mesmos dá autoconsciência. Basicamente isso é buscar profundidade na compreensão acerca de si mesmo. 

De forma prática: se você quer começar uma dieta, então primeiro se livre das potenciais armadilhas que podem estar debaixo do seu nariz. Se eu vou começar uma dieta, no meu caso, preciso esvaziar a geladeira e os armários de guloseimas. Pode acontecer de no meio da noite bater uma vontade de comer doce e eu sei, porque já fiz antes, que vou atacar aquele sorvete que está lá, inocentemente dormindo no congelador. Também não passo nos corredores de doces no supermercado. No meu caso o problema são doces. Descubra os seus e trace seu plano.

Conheça-se bem e defina um alvo específico.

Vou continuar a usar a mim mesmo, e as dificuldades que passo para manter meus 92kgs, como exemplo. 

Eu desenvolvi a incrível habilidade de não ver a balança no banheiro. 

Isso se chama autosabotagem. Como eu faço agora? Coloco a balança, a fita métrica e um jeans antigo pendurados na entrada do banheiro. Não combina com a decoração, mas foi a forma que encontrei de me manter no mesmo peso durante os últimos anos.

Eu não sei se você está entendendo, então vou ser bem específico: Você precisa entender como você funciona.

Posso ensinar um monte de técnicas mas é pouco provável que eu acerte na primeira. Você é unico, e a forma que você vai fazer acontecer é a única. 

É tudo com você meu amigo! E é tudo teste, até acertar a técnica que funciona, com você. Com o tempo também vai descobrir que ela varia um pouco, mas é outra história

Claro que eu vou ajudar, como coaching, porque já estudei diversas tecnicas, testei algumas em mim mesmo, e posso te ensinar o caminho mais curto. 

Mas é tudo com você. 

Por isso, investigar a si mesmo, o tal de autoconhecimento, é o primeiro passo.

Eu poderia dizer que ter um coaching, que trabalha com psicoterapia breve de orientação psicanalítica,  como eu 😁 ... Vai aumentar seu nível de conquistas, sua performance, sua felicidade e plenitude. Aumenta sua realização e satisfação pessoal e profissional e melhora seus resultados financeiros e sua prosperidade... Mas vou economizar você dessa parte.

Ao invé de metas, vamos montar um bom PLANO para 2018?

Escreva para mim: contato@andrekummer.com.br ou mensagem para 54 99615 8721!!

Abraços!