Poema zen ensina como ser feliz a dois

Poema zen ensina como ser feliz a dois por André Kummer
Getting Imagens

Primeiro fique sozinho.
Primeiro comece a se divertir sozinho.
Primeiro ame a si mesmo.
Primeiro seja tão autenticamente feliz, que se ninguém vier, não importa; você está cheio, transbordando.

Se ninguém bater à sua porta, está tudo bem.
Você não está em falta.
Você não está esperando alguém vir bater na sua porta.
Você está em casa.
Se alguém vier, é bom.
Se ninguém vier, também é bom.

Então, você pode passar para um relacionamento.
Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.

A pessoa que viveu em sua solidão lindamente
será sempre atraída para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente,
porque o mesmo atrai o mesmo.
Quando dois mestres se encontram, mestres do seu ser, de sua solidão
felicidade não será apenas acrescentada: é multiplicada.

Torna-se uma tremendo fenômeno de celebração.

Eles não exploram um ao outro,, eles compartilham.
Eles não utilizam o outro.
Em vez disso, pelo contrário,
ambos tornam-se UM e desfrutam da existência que os rodeia.

Osho