Mostly straight: a tendência crescente dos homens heterossexuais que são atraídos por homens

Mostly straight: a tendência crescente dos homens heterossexuais que são atraídos pelos homens por André Kummer
Homens heterossexuais fluídos são pró-homossexuais.Getty / Alexandros Avramidis

Kashmira Gander repóster do IBTimes UK escreveu uma matéria sobre o fato de que ser gay, heterossexual ou bissexual foram, durante décadas, os únicos rótulos amplamente utilizados para descrever as possíveis identidades sexuais masculinas. 

Mas, para os homens "Mostly straight", que eu achei mais fácil entender e traduzir como "principalmente heteros", esses termos não os representavam.

Não, eles não são bissexuais e nem têm medo de sair do armário como gays. Eles não estão descontentes com o que são, mas estão temporariamente cansados ​​das mulheres ou infelizes com o sexo heterossexual. 

"Mostly straight" é uma orientação sexual tão válida como "gay" que descreve um conjunto específico de sentimentos sexuais e românticos, diz Ritch C Williams, Professor emérito de Psicologia do Desenvolvimento da Universidade de Cornell.

Em seu novo livro, Mostly Straight: Sexual Fluidity among Men, Williams entrevistou cerca de 40 homens com 20 anos que relataram ter sentimentos em relação a outros homens, mas se diziam inflexíveis em sua heterossexualidade.

A amostra de 40 homens entrevistados parece pequena, mas condiz com percepção de uma tendência crescente de homens jovens que estão seguros em sua heterossexualidade mas "ainda assim, estão conscientes de que podem experimentar muito mais". 

Esses homens, principalmente heterossexuais, podem fantasiar sobre outro cara em algum momento, ou até já ter feito sexo com um amigo ou participado de uma "masturbação em grupo", e estão abertos a aceitar sexo oral de um homem atraente - se a oportunidade se apresentar. 

Entre 5-10% dos seus sentimentos sexuais e românticos envolvem homens, mas é improvável que façam sexo anal, mas provavelmente o tentariam na circunstância certa, diz Williams. 

Eles podem ter tido uma "paixão por um homem", mas nunca sentiram o amor do mesmo sexo. Do ponto de vista do desenvolvimento, esses sentimentos - somados por sua atração por mulheres - estiveram presentes por tanto tempo que pudessem lembrar.

A maioria dos homens heterossexuais expressam a dinâmica do poder nas relações do mesmo sexo, como os presidiários. Eles simplesmente não exploram o prazer, nem têm essa vontade, apenas acontece porque as mulheres não estão "disponíveis". 

O  Mostly straight é diferente dessas situações porque é derivada de uma orientação biológica sexual ou romantica  do desejo genuíno. A ideia seria de "homens fluídos".

Também pode ser adotada como uma identidade sexual", explica Williams. Mostly straight são sexualmente fluidos ao longo da vida, e pró-homossexuais em seus comportamentos pessoais.

O ator Josh Hutcherson, desempenhou um papel importante na visibilidade desse grupo, diz Williams, depois de revelar em 2013 que ele ama as mulheres, mas que encontrou outros homens " olhando "e que ele acreditava que" definir-se como 100 por cento qualquer coisa é de uma mentalidade próxima a miopia".

Uma pesquisa de 9 mil homens com idades compreendidas entre os 18 e os 44 anos pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA mostrou que o número de homens heterossexuais que tiveram relações sexuais com outros homens havia aumentado nos últimos anos.

Desde então, vários estudos foram publicados no fenômeno de homens heterossexuais que fazem sexo com homens, embora estes não investigassem especificamente os homens "principalmente heteros/ retos / Mostly straight / Fluidos".

Em 2015, a Dra. Jane Ward entrevistou homens heteros e bissexuais em seu livro Not Gay: Sex Between Straight White Men e descobriu que o contato homossexual é uma "parte normal da experiência masculina".

Muita literatura sugere que a maioria das mulheres é bissexual ou sexualmente fluida até certo ponto, diz o professor Williams. E até agora, alguns sexologistas acreditam que os homens são gays ou heterossexuais, até mesmo discutindo se existem "verdadeiros" homens bissexuais. 

Isso ocorre porque a pesquisa sobre excitação e orientação sexual geralmente usa medidas de ampliação genital para avaliar como os homens reagem aos estímulos visuais, como imagens e vídeos de nus. Mas as mesmas técnicas não marcam a sexualidade nas mulheres.

A evidência sugere que os homens "principalmente heterossexuais / Mostly straight " sempre existiram ", mas nas gerações anteriores raramente era reconhecido como tal e não formou uma identidade sexual", diz Williams.

"Minha perspectiva e pesquisa apoiam outra visão: os homens são tão" fluidos "ou não-exclusivos em sua sexualidade como as mulheres, mas por causa do estigma social da masculinidade, os homens estão menos dispostos a dizer que não são heterossexuais, a menos que, é claro, eles sejam totalmente homossexuais ", diz ele.

Em algum momento do futuro, Williams espera ver um mundo onde os rótulos como "principalmente retos/ heteros / Mostly straight" não terão sentido e ter parceiros do mesmo sexo não será um problema. Por enquanto, no entanto, esses termos são importantes na luta pelos direitos LGBT, diz ele.

"Meu objetivo é ampliar o que entendemos como os rótulos sexuais, revelando o absurdo de três rótulos, dizendo "aqui são mais dois"e depois "mais", e depois "mais aqui"...

Eu não sei se fiz uma tradução coerente, mas espero contribuições, assim como também espero, como Williams, que em um futuro nos possamos ser mais tolerantes, aceitando a diversidade "imensa" da natureza humana.

Mostly straight