Mais algumas bobagens sobre sexo entre homens

Mais algumas bobagens sobre sexo entre homens por André Kummer imagem da Série Bravo
Imagem: Série Bravo's

A "cultura gay" às vezes promove uma idéia muito estranha sobre o que e como o sexo entre dois homens é.

Vendo alguns sites é provável que muitas pessoas tenham uma compreensão mórbida do sexo gay: é sujo, requer muita manutenção e falta emoção. 

O sexo é mais do que apenas fricção. Vamos começar por desativar esses equívocos comuns:

#1 - O maior é o melhor

Nosso autoestima, especialmente quando somos mais jovens, pode ser melhorado ou diminuído dependendo do tamanho do nosso pénis. Somos constantemente informados, principalmente nos filmes pornô, que tamanho é tudo. Embora seja importante para algumas pessoas, isso não é toda a equação. Confie em mim!

Todos vimos alguns ou muitos pênis na vida, pessoalmente ou em nossos computadores. Ficamos conscientes no segundo em que nosso parceiro sexual nos vê nus, do medo de que ele julgue nosso tamanho com o de outros que ele viu.

Posso dizer que o tamanho está como útimo colocado na felicidade sexual. A química sexual e a satisfação geral um com o outro são as únicas coisas que mantêm dois homens felizes na cama. Se vocês estiverem abertos e viverem nos mesmos limites, será muito divertido. Se você não estiver no mesmo ritmo, será horrível - não importa o quão grande ele seja. O sexo não existe em uma régua.

#2 - Todos os gays querem sexo

Está correto entrar sexualmente na padaria? Só porque alguém é gay significa que estou aberto para negócios 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

Alguns poucos nunca estiveram no armário, mas o que estiveram, quando saíram sentiram que precisavam da liberdade de percorrer as nossas curiosidades sexuais. A maioria de nós passou por uma série de anos trabalhando em excesso, e enquanto a maioria volta ao "normal" depois, há muitos que não.

A libido masculina é constantemente estimulados ao longo do dia. Basta uma única olhada em uma propaganda no shopping ou uma corrida de olhos no facebook e instagram. Mas há uma grande diferença entre um grande desejo sexual e uma grande capacidade de ter relações sexuais. 

Eu sei que não sou o único a ter recebido um olhar do homem na esteira ao meu lado na academia, ou ter mantido o contato visual com o cara do bar por tempo demais, mas isso é inofensivo, mas é o que acontece depois que define onde realmente se concentra o seu foco. Você pode gostar de seduzir e flertar mas ficar com tantos quanto olha não significa que vai transar com todos. Ser gay não faz você automaticamente ser promíscuo.

#3 - A penetração é necessária

Tecnicamente, sim, "sexo", tal como existe na nossa terminologia, envolve a penetração, mas a idéia é vasta. 

O sexo oral, a intimidade e a pegação podem ser tão eficientes como qualquer outra coisa. A maioria dos caras babacas que conheço coloca a penetração na mira de seus objetivos. Mas há muitas maneiras de ter "sexo" sem ter penetração.

Expanda seus horizontes e segure firmemente a conexão mais do que qualquer coisa.

#4 - O sexo anal é bom para todos

O sexo anal não é piquenique. Eu não serei o primeiro a dizer isso, que nunca fiquei excitado com a ideia de ser penetrado. Das vezes que fui o fiz dentro de um relacionamento e como parte de um todo. 
O truque é minimizar a janela de dor até que seja praticamente sem importância. Isso sempre leva tempo e prática se a pessoa estiver disposta, e alguns aboslutamente se transformaram em mestres do controle da dor.

Outros gays não conseguem imaginar o sexo sem penetração. Eu me lembro a surpresa que tive quando um namorado me disse que só conseguia gozar sendo penetrado. Existem diversas formas de fazer a coisa boa para todos.

Sexo é uma questão de ritmo, acredite. O resto são coisas que colocaram na sua cabeça, ou são suas preferência. Apenas não dissemine elas como se fossem verdades.

Quando dizemos que gays são isso ou aquilo, e fazem isso ou aquilo, apenas repetimos um monte de idéias que se tornaram um estereótipo. 

Tentar se ajustar a estereótipos é como usar uma calça dois números a menos que o seu, não entra, e se conseguir fechar o zíper fica desconfortável. Explode em pouco tempo.

Que outras bobagens mais você acrescentaria nessa lista?