A versão mais maravilhosa de si mesmo

A versão mais maravilhosa de si mesmo por André Kummer


Siga seu coração! Busque a felicidade! Realize seus sonhos!

Todos nós já ouvimos essas afirmações e frases motivacionais retiradas de livros de autoajuda. Algumas vezes elas confortam, em outras nos fazem sentir náuseas.

Essas afirmações nos lembram de viver autenticamente, de acordo com nossos próprios desejos, valores ou idéias. Mas isso é muito simples de fazer (ou mesmo para entender completamente o que isso significa).

Todos somos sujeitos à cultura em que vivemos e compramos as crenças que estão disponíveis. Isso não quer dizer que elas vão resultar em uma boa vida para nós.

Por exemplo, a maioria de nós pensa que nossa felicidade será plena quando formos sucedidos profissionalmente, tivermos muitos amigos e uma boa aparência.
Como conseqüência, o nosso foco e busca por bem-estar depende inteiramente de estarmos recebendo recompensas e alcançando ojetivos (desejos).

Mas essas crenças não levam em conta nossa felicidade a longo prazo. 

E como é ser maravilhoso?

Outro dia, eu desafiei a idéia de sucesso perguntando para alguns amigos:
- Quais são as qualidades da pessoa mais maravilhosa que você já conheceu?
As palavras que surgiram foram amoroso, cuidadoso e presente. Então perguntei:
- Você diria que essa pessoa foi bem sucedida na vida dela?
Houve silêncio. Nunca antes consideraram essa definição de sucesso. Mas não são as pessoas  maravilhosas, o generosas, amáveis e compassivas, que realmente importam?

Não são elas que nos carregam pela vida? Elas não estão lá quando caímos? Não estão lá nos amando quando nem nós nos amamos?

Eles não estão lá se importando com você quando ninguém mais o faz? 

A realização duradoura que procuramos vai surgir quando decidimos viver uma vida amorosa cheia de significado a si e para os outros. 

São as pessoas maravilhosas as influências mais bem-sucedidas e impactantes em toda a nossa vida, e somos abençoados por encontrá-las... Ou nos tornarmos uma delas.