O que são constelações familiares?

A Constelação familiar é um método criado pelo alemão Bert Hellinger, e utiliza de pessoas como representantes de uma família, nação ou grupo social.

Hellinger descobriu 3 (três) leis naturais que regem os relacionamentos humanos e tais leis são tão verificáveis quanto a lei da gravidade, se nos dermos ao trabalho de observar.

São também chamadas de 3 leis do amor que são: hierarquia (estabelecida pela ordem de chegada), pertencimento (estabelecido pelo vínculo), equilíbrio (estabelecido pelo dar e tomar/receber).

Quando tais leis são violadas numa família, surgem compensações que atuam nos membros da mesma, como: depressões, doenças, problemas nos relacionamentos, dificuldades financeiras, etc

Graças à representação, o pessoa pode perceber para onde olha o seu amor e o que ele pode fazer para que tais leis possam ser novamente respeitadas.

Então ele pode, talvez, enxergar o próximo passo que o conduza de uma maneira mais leve na vida, solucionando a questão que o incomoda.

O nome original do trabalho desenvolvido por Bert Hellinger em alemão é Familienaufstellung e significa, numa tradução literal, "Colocação (Representação) familiar" ou "Representação familiar".

Porém o verbo "stellen" em alemão foi traduzido ao inglês como "constellate", ou seja, posicionar certos elementos numa configuração dada.

Como o primeiro livro traduzido ao português veio do inglês e não do original em alemão, foi então traduzido como "constelações familiares".

O termo "constelação" aqui nada tem a ver com estrelas, astrologia, esoterismo ou similares, mas tem sim uma conotação de uma representação, uma colocação onde os elementos são posicionados numa certa configuração de relações.

A base científica para  os fenômenos observados nas constelações familiares é baseada nos estudos  feitos pelo biólogo inglês Rupert Sheldrake, que criou a Teoria dos Campos Morfogenéticos e estudou o fenômeno também em animais com grande êxito.

Ele publicou diversos livros sobre o fenômeno e executou inúmeras pesquisas cientificas com grande rigor estatistico. Os livros dele foram traduzidos para  o português, sendo alguns dos mais conhecidos: "Por que os caes esperam seus donos" e "A sensação de estar sendo observado," que foram publicados pela editora Cultrix.

As pessoas interessadas em compreender melhor esse fenômeno devem buscar ter as respostas através de estudos como o de Sheldarake.

Há duas editoras que traduzem e publicam trabalhos de Hellinger e outros autores sobre Constelações Familiares.

A Editora Cultrix (www.cultrix.com.br) que tem 9 títulos publicados sobre esse tema, e a Editora Atman (www.atmaneditora.com.br) com 20 títulos publicados.
Sugiro sempre como primeira leitura o livro: A fonte não precisa perguntar pelo caminho, Bert Hellinger, editora Atman. Também Ordens do Amor, Bert Hellinger, editora Cultrix. Os sites para aquisição são: www.atmaneditora.com.br ou www.cultrix.com.br, respectivamente.

Constelações Organizacionais

As empresas também estão submetidas às mesmas leis que regem as relações humanas, pois são compostas por pessoas.

Nesse caso, porém, temos que levar em conta que somente podemos trabalhar com questões onde o participante tem poder de mudar, ou seja, não podemos constelar uma questão onde o poder de decisão na verdade pertence à outra pessoa, como por exemplo o meu chefe ou o dono do negócio no qual sou empregado.

Posso, entretanto, constelar o departamento do qual sou chefe, pois aí tenho poder de decisão.

Minhas formações foram feitas no Instituto Anaue-Teino no Brasil, com Cecilio Regojo em Constelações Organizacionais na Talent Manager | Systemic Management de Portugal e na Hellinger Shule na Alemanha com o criador das Cosntelações, Bert Hellinger e sua esposa Sophie Hellinger.

Texto adaptado do Instituto Bert Hellinger