Por que um terapeuta para gays?



Todos os seres humanos enfrentam dificuldades, isso é comum a qualquer orientação sexual.

Mas ser gay é uma realidade única e um psicoterapeuta que tem a mesma orientação sexual que você vai facilitar muito a resolução dos seus conflitos.

Por exemplo: algumas pessoas, e eu mesmo na juventude, demoram diversas sessões para falar ao seu terapeuta sobre "ser gay".

Nossas crenças interiores, nossos conflitos emocionais, nossos medos e imagens idealizadas impedem que as coisas fluam de forma tranquila e feliz.

Esse espaço será abreviado comigo, e poderemos ir diretamente ao foco das questões mais profundas. Ser gay é um fato, não há "cura". 
As coisas só se tornam um problema quando você as vê como um problema.

Mas crescemos em uma sociedade machista que nos ensina, desde criança, que ser gay é algo demoníaco.

Além de tudo, mais tarde descobrimos que nos são negados muitos direitos e que nosso comportamento, mesmo que não seja, será julgado como promíscuo.

Há uma mensagem não dita, mas que diz que somos "menos gente". Que não estamos aptos para nos relacionar de forma fiel e nos é nega muitas chances de uma vida considerada digna.

O mercado de trabalho muitas vezes nos pretere. Isso é uma realidade, embora possamos não concordar com ela.

Continuamente recebemos informações que nos desmerecem e as vezes somos tratados não como pessoas, mas como o "o amigo gay".

Ter amigos gays é o equivalente a um acessório para pessoas pretensamente descoladas e pseudo tolerantes com a diversidade humana.

A verdade é que existe um mundo incrível dentro dessa realidade única. Um mundo que é cheio de orgulho por ser quem somos.

Ser gay, se aceitar e descobrir a felicidade nessa condição é, por sí só, uma jornada de autoconhecimento.