Um elefante na sala de estar


Se você tem uma família que realmente se diverte em Natais, Páscoas, e se reúne com alegria em datas festivas, então saiba que pertence aos 10% de famílias funcionais.
Vamos chamar isso de “famílias que funcionam”. São famílias felizes, com pessoas que você ama e confia.
No meio deles você pode ser você mesmo, sem máscaras e longe da hipocrisia diária dos relacionamentos sociais.
Caso tenha se identificado com o parágrafo acima este artigo não é para você. Siga em frente e leia outra coisa.
http://www.andrekummer.com.br/wp-content/uploads/2016/12/simpsons-homer-familia.jpg
Segundo o médico Carlos Hecktheuer 90% das famílias são disfuncionais. Umafamília disfuncional é aquela em que os conflitos, a má conduta e muitas vezes o abuso por parte dos membros individuais ocorrem contínua e regularmente.
Você conseguiu se identificar com isso? Ótimo! Você é normal!!!
Afinal quem não tem um tio chato, um beberrão, uma tia velha neurótica ou alguém que resolve se vestir de vermelho e branco e insiste em cantar “Jingle Bells”.
Sem faltar o cunhado com a piada natalina: “É pavê ou pacumê?”
Fique calmo, você pode sempre ligar a TV e assistir o Natal da Globo. Eu assisti todos. O Natal com os Trapalhões, com a Xuxa, com o Faustão, Sertanejo… 😯  :mrgreen: 
Mas a coisa pode se estender para Missa do Galo.
Fui razoavelmente redimido com a TV a cabo e a Netflix. 
Com tudo isso você pode resolver passar algumas datas sozinho. É uma boa solução, meio nostálgica mas razoável.
Pode passar com os amigos que são a família que escolhemos.
Pode passar com a família do seu namorado ou namorada.
Se você é gay vai ser apresentado para a tia como “amigo”, ao que ela vai responder com um: “Haaammm…”
Mas entenda. Sua família não é a única a ter problemas
Para começar Caim matou Abel. E Eva foi seduzida por uma serpente e mentiu para Adão fazendo ele comer uma maça… Então a história toda já começou uma bagunça.

Você é Normal!

É bem melhor quando existam crianças por perto. Elas realmente acreditam em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Saci, Cuca… Até os 5 anos, claro quando muito porque o Google está ai.
Crianças adoram a comilança, se divertem de verdade, amam os presentes – que vão muito além de camisetas, cuecas, meias ou um chocolate – e a felicidade delas de certa forma nos contagia. Festas de família apenas com adultos é mais chato.
Mas mesmo com essa família, meio maluca, que todos temos… Mesmo com as mágoas e ressentimentos… Esses encontros tem algo mágico. 
É nas lembranças que nossas crianças vivem. E quando a despertamos nós acreditamos que o mundo pode ser melhor. Que o ser humano não é totalmente mau.
Nesses momentos esquecemos que existe um elefante gigantesco na sala de estar… E no mundo.
Nestes momentos, apenas nestes, queremos acreditar como as crianças…
ACREDITE!! Ressentimentos pesam demais para serem levados vida afora.